2017 trouxe-nos imensas novidades, confirmou a aposta em veículos elétricos e ainda nos trouxe, não um, mas dois novos iPhones…

E 2018, como será? Estas são as nossas apostas para este ano.

 

Inteligência Artificial (IA)

A IA que se manifesta amplamente através de algoritmos de aprendizagem das máquinas, não está apenas melhor, está mais evoluída. Não é apenas uma questão de mais recursos, está a ser incorporada num número de aplicações cada vez maior e diversificado. Em vez de se concentrar num objetivo, como dominar um jogo ou comunicar com humanos, a AI está a começar a aparecer em quase todas as novas plataformas, sejam elas aplicações ou dispositivos, e essa tendência só vai acelerar em 2018. Quem não se lembra de Sophia, a primeira cidadã-robô que foi uma das estrelas da edição de 2017 da WEB SUMMIT…

 

Centralização Digital

Ao longo da última década, assistimos ao surgimento dos mais variados tipos de dispositivos, incluindo smartphones, tablets, Smart TVs e centenas de outros gadgets “inteligentes”.  Também passámos a confiar diariamente a nossa vida pessoal em muitas aplicações no nosso quotidiano, sejam eles para a navegação por GPS ou até mesmo para gestão pessoal ou controlar a nossa casa ou os nossos conteúdos multimedia. Os novos consumidores desejam a centralização, uma forma conveniente de gerir tudo a partir do menor número de dispositivos e aplicações, tanto quanto possível. Estas plataformas inteligentes são um passo na direção certa, mas 2018 pode influenciar o aumento de algo ainda melhor.

 

5G

Embora as timelines tecnológicas raramente funcionem da forma que prevemos, é possível que possamos ter uma rede local 5G – com terminais 5G – até o final de 2019. A Internet 5G tem o potencial de ser quase 10 vezes mais rápido do que 4G, tornando-se mesmo superior à maioria dos serviços de internet que temos actualmente em casa. Consequentemente, tem o potencial de revolucionar a forma como os consumidores utilizam a internet e como os developers pensam as suas aplicações e os conteúdos. 2018 será, desta forma, um ponto de partida para engenheiros, investigadores e consumidores, à medida que nos preparamos para uma nova geração de internet…

 

Realidade Virtual

A maioria de nós nunca terá a possibilidade de experimentar gravidade zero ou viajar até à Estação Espacial Internacional” – dizia Mark Zuckerberg, CEO do Facebook – “Mas poderemos fazê-lo em realidade virtual.

Programas educativos, medicina, filmes espaciais, formações empresariais e colaboração são algumas das aplicações da realidade virtual além dos videojogos que neste momento tiram maior partido.

A Microsoft já está a trabalhar neste campo há algum tempo com o Hololens e outras companhias como o Facebook ou a Google não vão ficar para trás. 2018 será sem dúvida a afirmação da Realidade Virtual e da Realidade Aumentada.

 

Assistentes Pessoais

Há alguns anos atrás, a pesquisa através da voz era decente, mas não confiável. Hoje, o desenvolvimento do reconhecimento da voz pode ser quase perfeito. O último teste da Microsoft dá ao seu software de reconhecimento de voz uma taxa de erro de 5,1 %, tornando-o melhor ao reconhecer a fala do que os próprios humanos. Da mesma forma, o discurso robótico e os chatbots estão cada vez mais sofisticados. Em 2018, estes ciclos de desenvolvimento irão continuar, atingindo a manifestação ou a solidificação de um discurso e de uma conversa quase perfeitos. A comunicação com dispositivos, em ambos os sentidos, poderá ser feita sem grandes soluços ou erros.

 

Confirmem-se ou não estas apostas, uma coisa temos a certeza, 2018 será palco de grandes desenvolvimentos tecnológicos que poderão muito bem mudar as nossas vidas para a próxima década.

Prepara-te para um 2018 Hi-Tech!

Comentários


Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *